tres dicas do que fazer durante a pré-campanha

3 dicas sobre o que você pode fazer durante a pré-campanha

As eleições municipais de 2020 são as primeiras em que candidatos aos cargos de prefeito e vereador podem divulgar e debater ideias fora do período eleitoral oficial, na chamada pré-campanha.

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender o que de fato é a pré-campanha e suas limitações.

O que é a pré-campanha

Anteriormente, os candidatos a qualquer cargo eletivo eram proibidos de falar sobre projetos e debater ideias fora do período eleitoral. Além disso, era vedado o anúncio de candidatura antecipada, ou seja, só se podia falar em eleições quando elas já estivessem acontecendo.

Após a reforma eleitoral de 2015, essas questões foram flexibilizadas, passando a permitir, inclusive, a participação de filiados a partidos políticos ou de pré-candidatos em entrevistas, programas, encontros ou debates no rádio, na televisão e na internet, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos.

Mas fique de olho: durante este período, pré-candidatos são expressamente proibidos de pedir votos, mesmo que indiretamente. 

imagem de redes sociais para ilustrar a proibição de pedido de voto durante o período de pré-campanha

Para que serve a pré-campanha

Imagine que você está insatisfeito com seu carro, mas só pretende trocá-lo dentro de alguns meses. Então, você começa a receber conteúdos sobre os melhores carros do mercado, as vantagens e desvantagens de cada marca, quais são as categorias mais econômicas etc.

De alguma forma, essas informações são do seu interesse, e ao mesmo tempo, você não se sente pressionado a comprar o carro antes do tempo, só está se informando melhor. Certo?

Com a questão eleitoral, é a mesma coisa. O eleitor não está pensando em quem irá votar daqui a alguns meses, mas ele vivencia os problemas do seu bairro, da sua cidade e do país. E é essa a porta de entrada para o pré-candidato.

O debate de assuntos relevantes, a divulgação de ideias e disposição para ouvir os problemas geram identificação e aproximam os eleitores em torno de pautas comuns. Em resumo, pré-campanha é momento de definição de bandeiras e construção de reputação. Nada de tentar vender o carro antes da hora!

imagem de um carro citado na metáfora sobre pré-campanha

O que fazer durante a pré-campanha

São muitas as possibilidades, mas preparei três dicas que podem te ajudar a começar o trabalho desde agora. Vamos lá 👊

1. Prepare seus canais

Se você ainda não marcou presença nas redes sociais, deve começar a cuidar disso agora:

      • Crie perfis nas principais redes sociais e agregadores de conteúdo (Facebook, Instagram, YouTube)
      • Tenha um WhatsApp exclusivo para pré-campanha / campanha
      • Crie listas de transmissão
      • Organize sua agenda de contatos

2. Faça um “pente-fino” em suas publicações

A exposição faz parte da vida de um futuro candidato e, justamente por isso, é preciso fazer uma análise profunda de suas publicações em blogs, sites e redes sociais. Conteúdos polêmicos, comprometedores, opiniões radicais e contradições podem ser utilizados por adversários durante ataques, por isso, volte no tempo e revise seus conteúdos de forma criteriosa em busca de possíveis ameaças.

3. Prepare seu acervo

Se o tempo é o ativo mais importante da comunicação política, é bom não disperdiçá-lo. Enquanto os 45 dias de campanha não chegam, você pode começar a preparar todo o seu acervo de fotos, vídeos, entrevistas, e tudo o que acredita que poderá ser utilizado durante a campanha.

Pode parecer besteira, mas esta etapa demanda tempo, organização e pode envolver outras pessoas, o que interfere diretamente no prazo de execução.

Quer saber mais sobre  tema?

O consultor e professor de marketing político Marcelo Vitorino tem uma série de vídeos que podem te ajudar durante essa caminhada. Confira:

lista de transmissão para vereadores professor marcelo vitorino eu vereador

 



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcelo Vitorino

Professor de comunicação e marketing digital no Centro de Inovação e Criatividade na ESPM, sócio da Presença Online e na Vitorino e Mendonça, consultoria de marketing político. Ministra aulas e palestras e trabalha como consultor de comunicação e marketing digital e gestão imagem/crise para empresas, instituições governamentais e entidades de terceiro setor.

Posts recentes
Categorias